Current track

Title

Artist


Lewis Hamilton recorda racismo sofrido na escola

Written by on 24 de Janeiro, 2023

Os golpes constantes, as coisas que te são atiradas, como bananas…”.

Lewis Hamilton esteve no podcast “On Purpose”, de Jay Shetty, e revelou vários episódios de racismo de que foi alvo. “A escola foi, provavelmente, o momento mais traumático e difícil da minha vida. Eu já era intimidado aos seis anos de idade. Penso que, naquela escola em particular e naquela altura, eu era provavelmente uma de três crianças de cor. Fui muitas vezes agarrado por miúdos que eram apenas valentões maiores e mais fortes”, começou por contar.

“Os golpes constantes, as coisas que te são atiradas, como bananas, ou as pessoas que usavam a ” N-word” [referindo-se à palavra n***a um termo considerado racista na língua inglesa] de forma tão relaxada. As pessoas que me chamavam mestiço e eu não sabia onde me encaixava. Isso para mim foi difícil”, disse.

No ensino secundário, o racismo esteve muito presente: “haviam seis ou sete miúdos negros num universo de 1.200 e três de nós éramos chamados ao gabinete do diretor muitas vezes. O diretor repreendia-nos, especialmente a mim”.

Agora, o piloto olha para o passado e fica “agradecido” pelo seu percurso, Hamilton acredita que deu-lhe a possibilidade de se tornar a pessoa que é hoje.

Nos dias de hoje, Lewis Hamilton é um dos principais rostos pela defesa da igualdade racial no desporto e no mundo. 


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *