Current track

Title

Artist


Putin diz que invasão à Ucrânia “foi a decisão certa”

Written by on 12 de Abril, 2022

“Estamos a salvar pessoas”.

Esta terça-feira, dia 12, Vladimir Putin garantiu que a invasão à Ucrânia alcançara os seus objetivos “nobres”, referindo que pretende garantir a segurança da Rússia, mas também “salvar pessoas” do Donbass.

De acordo com o presidente russo, que discursou numa entrega de prémios no Cosmódromo de Vostochny, o país não teve outra hipótese a não ser lançar a ‘operação especial’ no país vizinho.

Putin destacou que “os objetivos são absolutamente claros e nobres”, sublinhando que pretende “salvar” as pessoas da região de Donbass, onde os separatistas pró-russos lutam com as forças ucranianas desde 2014.

“O crescimento do neonazismo aumentou, e o confronto da Rússia com essas forças era inevitável. O neonazismo, infelizmente, tornou-se parte da vida num país bastante grande perto de nós. É óbvio: [o conflito] era inevitável, era uma questão de tempo”, referiu.

Segundo Putin, atingir os objetivos de Moscovo abre portas à ‘libertação’ dos habitantes do Donbass, uma vez que as autoridades de Kiev, “pressionadas pelo Ocidente, se recusaram a cumprir os acordos de Minsk, que visavam uma solução pacífica para o conflito”.

O líder russo criticou ainda o Presidente ucraniano por não aceitar o acordo Minsk II. Este acordo previa a realização de uma nova Constituição ucraniana com o intuito de levar à descentralização das regiões, assim como as especificidades de Donetsk e Lugansk.

“Recusou [o acordo] publicamente. É simplesmente impossível continuar a suportar este genocídio, que já dura há oito anos”, disse Putin.

“Por um lado, estamos a ajudar e a salvar pessoas e, por outro, estamos simplesmente a tomar medidas para garantir a segurança da Rússia”, acrescentou.


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *