Current track

Title

Artist


Marta Temido diz estar disponível para enfrentar mais um ciclo

Written by on 26 de Março, 2022

Mas Ordem dos Enfermeiros diz que recondução de Marta Temido na Saúde “é uma pena”.

A ministra da Saúde foi reconduzida no cargo na quarta-feira pelo primeiro-ministro António Costa.

Marta Temido disse hoje estar disponível para enfrentar “mais um ciclo” e “trabalhar de forma unida” para responder à população.

Estas declarações foram dadas aos jornalistas no Centro Ismaili de Lisboa, onde se associou à jornada de doação de sangue para assinalar o Dia Nacional do Dador de Sangue, que se celebra no domingo, tendo igualmente participado como dadora e apelado à doação.

O que importa referir é a disponibilidade para, no início de mais um ciclo, enfrentarmos os desafios que todos, Governo, associações públicas profissionais, associações representativas dos trabalhadores, temos pela frente para garantir uma melhor resposta aos cidadãos”, disse Marta Temido

De acordo com Marta Temido, irá ser recomeçado “um trabalho de grande intensidade” que considera ter ficado “prejudicado por aquilo que foi a vida debaixo de uma pandemia ao longo dos dois últimos anos”.

Não foi um tempo de governação normal”, disse Marta Temido, lembrando agora “o empenho para trabalhar com todos os atores e a certeza de que se irá conseguir fazer aquilo que é a implementação da aprendizagem da pandemia: trabalhar de forma unida para responder à população”.

A Ordem dos Enfermeiros já manifestou o seu desagrado com a recondução de Marta Temido na Saúde, considerando que, se não mudar de trajetória, “ficará na história como a pior ministra” desta área, disse a bastonária.

Foi uma ministra que não fala com ninguém“, salientou Ana Rita Cavaco, ao considerar que Marta Temido “nunca quis discutir o internato da especialidade dos enfermeiros e não foi feita uma única reforma do Serviço Nacional de Saúde” (SNS).

A Federação Nacional dos Médicos também se mostrou dececionada com a sua recondução. O Sindicado dos Médicos mostrou-se esperançado em que Marta Temido altere aquilo que designou como “atitude de arrogância”.

Apenas a Ordem dos Farmacêuticos ficou satisfeita com a recondução da ministra, considerando ser “escolha acertada”.

Fonte: Agência Lusa


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *