Current track

Title

Artist


Conselho de Ministros decide hoje sobre levantamento de restrições

Written by on 23 de Setembro, 2021

O possível levantamento de restrições que vigoraram por causa da covid-19, vai ser hoje discutido em Conselho de Ministros.

O possível levantamento de restrições que vigoraram por causa da covid-19, vai ser hoje discutido em Conselho de Ministros.

No entanto, caso seja validado o levantamento de restrições, só terá efeito a partir de 01 de outubro para evitar “confusão” com as eleições autárquicas de domingo.

Esta fase de levantamento de restrições acontece numa altura em que Portugal se aproxima de ter 85% da população vacinada, regista uma trajetória sólida de descida da taxa de incidência de infeções (atualmente em 137,4 casos por 100 mil habitantes) e em que a taxa de transmissão se encontra abaixo de 1, mais precisamente em 0,82.

“Há condições sanitárias para avançarmos com confiança para a nova fase prevista desde julho no plano do Governo, mas não queremos qualquer acusação de eleitoralismo”, declarou à agência Lusa um membro do executivo na quinta-feira.

Nesta fase três deixam de existir limites máximos para o número de pessoas em grupo no interior dos restaurantes, cafés, pastelarias e em esplanadas, bem como são levantados os limites de lotação para estabelecimentos, espetáculos culturais e eventos familiares.

Outra mudança quase certa passará pela reabertura dos bares e discotecas, embora os clientes apenas possam entrar caso apresentem um certificado de vacinação ou um teste covid-19 com resultado negativo.

Para que a propagação da covid-19 não volte a aumentar, a ministra da Saúde, Marta Temido, alertou para o facto de a máscara ser mantida em espaços fechados ou onde não seja possível preservar o distanciamento social aconselhável.

De acordo com fonte do executivo, a questão de manter ou não a obrigatoriedade legal do uso da máscara em espaços fechados públicos é uma das que ainda se encontram em aberto em relação ao Conselho de Ministros desta quinta-feira.

“É uma questão a discutir se há uma manutenção da obrigatoriedade, ou se há uma obrigatoriedade em algumas situações, como, por exemplo, nos transportes públicos, ou, ainda, se o uso da máscara é encarado como um dever do ponto de vista cívico”, disse.


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *