Current track

Title

Artist


Acusado de ser homofóbico, Quintino Aires reage às críticas

Written by on 16 de Setembro, 2021

Os comentários proferidos por Quintino Aires, na passada terça-feira, durante programa “Extra” do “Big Brother”, geraram uma enorme polémica nas redes sociais e levaram a que a TVI emitisse um comunicado sobre o assunto.

Tudo começou quando Quintino criticou o facto de um dos concorrentes, Bruno, ter recorrido à Assembleia da República para denunciar as dificuldades que os homossexuais enfrentavam nas doações de sangue.

O psicólogo e comentador do formato proferiu um discurso homofóbico e transfóbico, apelidando o concorrente Bruno de “bicha desocupada”.

“Os homossexuais continuam a querer mostrar a sua promiscuidade quando têm aquela vergonhosa marcha da vergonha, porque o facto de eu ser homo orientado… somos três irmãos, as minhas irmãs são hétero orientadas. Eu não tenho nenhum orgulho porque não tenho nada de superior em relação ao facto delas serem hétero orientadas”, disse o psicólogo.

“Repare que quando se faz a marcha, quando vão maioritariamente meio nus, a lamberem-se todos, a seguir aumentam o número de infeções”, concluiu.

Este discurso foi altamente criticado nas redes sociais e levou a uma reação por parte da TVI que pode ler AQUI.

Em declarações ao Jornal de Notícias, Quintino Aires garantiu que manteria tudo o que disse, inclusive a palavra “bicha”. “É uma palavra que utilizo há 35 anos, assim como todos os meus amigos homossexuais”, justificou.

“Eu comentei as imagens de domingo à noite apenas na terça-feira, ou seja, tive 48 horas para escolher as palavras e, por isso, diria o mesmo agora”, disse referindo-se a todo o seu discurso.

Quanto ao facto de apelidar a Marcha do Orgulho Gay como Marcha da Vergonha, o psicólogo explicou: “Como homossexual, tenho o direito de não me identificar com aquela marcha. Tenho vergonha e não gosto que os meus sobrinhos vejam e pensem que o tio faz igual”.

“Incomoda-me perceber que vivo num país em que não temos liberdade de expressão a nossa opinião”, acrescentou.

Fonte: Jornal de Notícias


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *