Current track

Title

Artist


Ministro da Educação promove a importância da testagem

Written by on 14 de Setembro, 2021

Tiago Brandão Rodrigues avisou hoje que a testagem ao novo coronavírus do pessoal docente, não docente e alunos é muito importante.

O Ministro da Educação referiu que “Temos 99% dos nossos professores com vacinação. Temos mais de 80% dos nossos jovens entre os 12 e os 17 anos com a vacinação já completa e muitos a terminarem já nos próximos dias. É muito importante que nós possamos adicionar à vacinação também estas testagens, por muito que seja redundante, (…), por muito que seja incómodo”.

“O certo é que estamos a fazê-lo, também para cumprir as regras e podermos maximizar aquilo que é o ensino presencial”, declarou.

De acordo com o ministro e por aconselhamento da Direção-Geral de Saúde, optou-se por fazer uma testagem agora no início do ano letivo e adiantou que depois poder-se-ão “testar os alunos do secundário e também do terceiro ciclo”.

“A DGS já nos disse que sempre que entender será promovida a testagem sempre que houver um surto ou um caso provável nas nossas escolas. E por outro lado sabemos que dentro daquilo que são as medidas sanitárias sempre que seja necessário poderemos promover um novo ciclo de testagens”, sublinhou

Questionado sobre o uso de máscara dos alunos nos recreios das escolas durante todo o ano letivo, o ministro da Educação disse que “neste momento é claro o que está em vigor”. A DGS indica que o uso de máscaras no recreio é importante.

“Como sociedade, o que queremos é que paulatinamente possamos caminhar para uma normalidade, fora das escolas, nos espaços exteriores, dentro das escolas, tanto no interior, como no exterior, mas só a situação pandémica e as autoridades de saúde é que nos poderão aconselhar, recomendar e a obrigar àquilo que temos de seguir”, declarou.

Em relação aos principais desafios para as escolas, neste ano letivo, ainda com a pandemia de covid-19, o ministro assumiu que este ainda não era um ano letivo normal.

“Este ano não será necessariamente um ano normal. Primeiro, porque é um ano que se segue a muitos constrangimentos, mas por outro lado, porque sabemos que é preciso recuperar muitas das aprendizagens perdidas e ainda estamos numa situação pandémica com um conjunto de constrangimentos”.

Tiago Brandão Rodrigues referiu, no entanto, que as escolas têm sido “muito cumpridoras” e que “têm sabido entender cada momento de forma importante”.

Fonte: Notícias ao Minuto.


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *