Current track

Title

Artist


Cartaz do PSD Seixal acusado de xenofobia

Written by on 14 de Setembro, 2021

Comissão contra a discriminação racial investiga cartaz do PSD Seixal acusado de xenofobia.

O candidato do PSD ao Seixal, Bruno Vasconcelos, foi acusado de xenofobia e discriminação, depois de terem chegado denúncias, junto da Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR), em relação a um dos cartazes dos sociais-democratas no concelho.

O cartaz em questão continha a imagem do ditador chinês Mao Tsé-tung com a frase: “Depois de 45 anos a comer arroz, vais votar nos mesmos de sempre? Mao, mao, Maria”.

Os denunciantes alegam que o conteúdo do cartaz é uma discriminação ao “povo chinês, sendo assim um ato xenófobo” que apresenta uma visão “diminuidora da cultura chinesa”.

A estação da TVI entrou em contacto com o candidato do PSD, que se mostrou disponível para responder às questões colocadas pelo CICDR, sublinhando estar “de consciência tranquila”.

Bruno Vasconcelos afirma ainda que as denúncias foram feitas por quem lida mal com a oposição, garantindo ainda que o intuito do cartaz “é claro”.

“Trata-se de um jogo com a expressão ‘Outra vez arroz?’, já que o Seixal é governado pelos mesmos há 45 anos. A associação que há entre imagem e texto é, claramente, com a frase ‘Mao, Mao, Maria’. Qualquer outra associação, especialmente uma xenófoba, é da responsabilidade de quem assim o quer interpretar”, refere o candidato social-democrata.

Para Bruno Vasconcelos, a campanha do PSD no Seixal tem como objetivo “lembrar o eleitorado seixalense de algumas referências do PCP”, utilizando algumas “figuras comunistas sanguinárias”.

“Já fomos de Stalin e Fidel até Mao, podendo ainda passar por uns quantos mais, não sendo minimamente relevante a sua raça ou etnia, apenas a sua ideologia”, concluiu.

Fonte: TVI24


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *