Current track

Title

Artist


Infarmed aprova Kaftrio para tratamento da fibrose quística

Written by on 22 de Julho, 2021

O apelo de Constança Braddell, que faleceu vítima da doença, terá contribuído para a aprovação do medicamento.

O medicamento Kaftrio, e uma nova indicação terapêutica do fármaco Orkambi, foram aprovados para utilização nos hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) no tratamento da fibrose quística.

O anúncio foi feito, esta quinta-feira, pelo Infarmed através de um comunicado.

O medicamento Kaftrio foi aprovado para utilização, num determinado regime terapêutico, em doentes de idade igual ou superior a 12 anos.

A fibrose quística e este medicamento, em concreto, ficaram mais conhecidos em Portugal depois do apelo de Constança Bradell, que faleceu vítima da doença aos 24 anos.

A jovem faleceu no passado dia 11 de julho, depois de ter estado internada durante duas semanas, com complicações associadas à doença crónica e hereditária, com prognóstico muito reservado.

Quanto ao medicamento Orkambi, este está aprovado para tratamento da fibrose quística em crianças com idades entre dois e 11 anos.

“O financiamento para utilização destes medicamentos no Serviço Nacional de Saúde é regido por um contrato entre a empresa titular do medicamento e o INFARMED – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, IP, autorizado pelo secretário de Estado da Saúde”.

O presidente Associação Portuguesa de Fibrose Quística, Herculano Rocha, lamenta que Portugal tenha demorado 11 meses a aprovar o uso do medicamento. Contudo, mostra-se satisfeito com este desfecho.

A Associação Portuguesa de Fibrose Quística pede, agora, ao Infarmed que aprove o uso de Kaftrio para outras mutações da doença.

“Continuamos a estar atrasados em relação à Europa, porque a Europa já deu mais um passo, já tem mais mutações a serem utilizadas. E aqui, o Infarmed ainda está a começar a estudar o processo, e vai tornar a fazer as mesmas coisas que fez atrás para estudar um medicamento que já está estudado pela FDA (Food and Drug Administration) – o regulador americano -, pelo regulador europeu, pelo Infarmed,…”.

Constança Braddell com o medicamento.

Fonte: TSF.


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *