Current track

Title

Artist


Hospital Santa Maria inaugura uma das maiores unidades de cuidados intensivos de Portugal

Written by on 21 de Maio, 2021

O Hospital de Santa Maria, em Lisboa, inaugura hoje uma das maiores unidades de cuidados intensivos do país, um investimento de 3,4 milhões de euros que vai possibilitar dar resposta a mais doentes.

Inaugurada hoje no Hospital Santa Maria, a nova unidade de cuidados intensivos, uma das maiores do país, vai permitir dar resposta a mais doentes críticos e oferecer melhores condições de atendimento.

Nesta nova Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) 25 novas camas, com equipamentos no valor de 1,8 milhões de euros, vêm juntar-se às já existentes, passado a totalizar 44 camas naquela unidade.

As novas camas são todas de nível III e destinam-se a doentes complexos que precisem de suporte respiratório por falência multiorgânica.

Para além do investimento do Estado e das verbas próprias, esta nova unidade contou com doações da Fundação do Oriente, de Cristiano Ronaldo e do empresário Jorge Mendes.

Será no dia 1 de junho que a unidade hospitalar abre portas e começa a receber os primeiros doentes.

Para Daniel Ferro, presidente do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN), a nova UCI representa “um bom reforço” nos cuidados intensivos, cujo número de camas quadruplicou em cinco anos, passando de 11 para 44.

O Serviço de Medicina Intensiva, além do crescimento físico, passa a estar equipado com inovações tecnológicas que possibilitam a gestão em rede de todos os equipamentos, bem como a análise mais eficiente dos dados para tratamento e investigação clínica.

De acordo com Daniel Ferro, o centro hospitalar tem de, cada vez mais, ter a capacidade de receber “mais doentes críticos” e ter “melhores condições de atendimento”.

“A aposta na requalificação do centro [hospitalar] tem sobretudo que ver com o reforço de meios diferenciados, quer tecnológicos, quer do ponto de vista dos serviços e dos cuidados a prestar no Hospital Santa Maria, de forma a que se prepare o Pulido Valente para prestar também melhores cuidados na área de ambulatório”, destacou.

João Ferreira, diretor do Serviço de Medicina Intensiva, afirmou que este melhoramento na unidade é “muito importante” em todos os vetores da Medicina Intensiva.

De acordo com o responsável, a pandemia evidenciou “as insuficiências” que existiam no SNS.

“Algumas já foram identificadas, estão a ser analisadas, debatidas, e muitas já foram reconhecidas e, portanto, já muito se refletiu também nessa matéria”, disse, acrescentando que este projeto é também “uma resposta pragmática, objetiva, muito adequada e muito sensata àquilo que foi identificado como uma insuficiência do Serviço Nacional de Saúde”.


PRÉMIOS ON FM

A ONFM celebra o seu segundo aniversário e a partir deste ano vai instituir os prémios ON. Temos vários nomeados agrupados em 12 categorias e quem vota és tu! A entrega dos prémios será dia 28 de maio! Os nomeados foram escolhidos pela equipa ON FM, respeitando o período compreendido entre maio de 2020 e maio de 2021. Vota AQUI.

Fonte: Agência Lusa / Fotografia: Diana Tinoco


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *