Current track

Title

Artist


Caso Ihor: Inspetores do SEF condenados

Written by on 10 de Maio, 2021

A pena é de 7 a 9 anos de prisão preventiva.

Em março de 2020, três inspetores do SEF foram acusados do homicídio de Ihor Homeniuk, um cidadão ucraniano.

O acórdão do julgamento foi conhecido esta segunda-feira: Duarte Laja, Luís Silva e Bruno Sousa foram condenados a penas de 7 a 9 anos de prisão preventiva.

Segundo o presidente do coletivo de juízes, os arguidos “praticaram ofensa à integridade física grave qualificada”, mas ficou considerado que os arguidos não tiveram intenção de matar.

O facto de ter resultado numa morte piorou a situação e desta forma um dos arguidos será sujeito a 7 anos de prisão preventiva (Bruno Sousa), ao contrário dos restantes que terão que cumprir 9, apesar de serem absolvidos do crime de uso de arma ilegal.

Os inspetores do SEF foram “os bodes expiatórios do processo”, segundo os seus advogados.

O cidadão ucraniano que tinha intenção de vir trabalhar para Portugal, ficou retido no Centro de Instalação Temporária do SEF, uma vez que a instituição pretendia que o mesmo regressasse ao seu país de origem. Segundo o Ministério Público, fica assim “demonstrado pela autópsia que as agressões foram feitas com pontapés e agressão com bastão”.


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *