Current track

Title

Artist


Colher de Sal aguarda novas informações para o setor e apela ao uso de máscara por parte dos clientes

Written by on 5 de Maio, 2020

Portugal saiu do Estado de Emergência e entrou em Estado de Calamidade às 24h00 de domingo, 3 de maio. Foram apresentadas as datas para a reabertura faseada dos vários serviços e setores da sociedade e segundo o plano de desconfinamento apresentado pelo Governo, restaurantes, cafés e pastelarias abrem portas no dia 18 de maio.

Não é o caso da Colher de Sal Take Away & Coffee, em Torres Vedras, que nunca fechou durante o Estado de Emergência mas cumpriu as recomendações da DGS, trabalhando com viseiras e/ou máscaras e temos disponível solução desinfetante à base de álcool para todos os nossos clientes”.

A equipa teve de ser ajustada à nova realidade do negócio, com alterações e horários, mas todos os postos de trabalho foram mantidos.

Nós adaptámos o nosso negócio, à realidade que vivemos, sempre a pensar na segurança do cliente e na nossa também. Não fechámos qualquer dia neste período e trabalhámos sempre cumprindo as recomendações da DGS”, contam Dina Almeira e Maria João Gonçalves, proprietárias do espaço.

Tal como todos os espaços de Take Away e cafetaria, a Colher de Sal aguarda novas informações para o setor com o fim de perceber sob que condições terá de funcionar agora que o país entrou em Estado de Calamidade, no entanto, as proprietárias garantem que até novas indicações vão continuar a trabalhar como até agora.

Todo o nosso serviço se vai manter, incluindo as entregas aos domicilio e da mesma forma como funcionou durante o Estado de Emergência. Continuaremos com a mesma oferta, abertos todos os dias da semana até sabermos exatamente como podemos trabalhar o serviço de refeições na loja”.

A solidariedade esteve na Linha da Frente

Durante o Estado de Emergência em Portugal foram muitos aqueles que necessitaram de apoio e a Colher de Sal esteve na linha da frente no que toca a ajudar os outros.

Durante 6 semanas tivemos ao lado dos profissionais de saúde, farmácias, proteção civil e forças de segurança, com a venda de menus a preços reduzidos. A partir de agora, vamos canalizar a nossa ajuda para as famílias mais carenciadas do concelho de Torres Vedras apoiando a Cruz Vermelha“.

Esta semana, será oferecido um cabaz de compras à Cruz Vermelha Portuguesa de Torres Vedras, “respondendo ao apelo que a Delegação de Torres Vedras fez”.

Além de apelarem a todos os clientes para que deixem bens alimentares na Colher de Sal para que sejam posteriormente entregues à Cruz Vermelha, Dina Almeira e Maria João Gonçalves, apelam também aos clientes “para não esquecerem o que o uso de máscara é importante sempre que se deslocam à Colher de Sal” e o uso do multibanco como forma de pagamento, sendo idealmente o Contactless o que deverá ser usado, por ser o mais seguro.

“Esperamos que em breve possamos receber os nossos clientes dentro da Colher de Sal e proporcionar-lhes também a utilização da nossa esplanada para as suas refeições“.


Reader's opinions

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *